4 de julho de 2008

Nasci da barriga do meu Papá!...



Thomas Beatie dá à luz uma menina.

Há oito anos, uma mulher norte-americana fez tratamentos médicos para se transformar em homem e adquiriu o nome de Thomas Beatie.
Quando a companheira com quem vive soube que não poderia engravidar, Thomas fez uma inseminação e deu à luz, hoje, uma menina.

"...Thomas Beatie, de 34 anos, ficou conhecido como o primeiro "homem grávido" da história, mas assume-se como "pai" e não "mãe" da menina que deu à luz, por cesariana, no Centro Médico St. Charles de Bend, no Estado de Oregón.

O portal da internet TMZ gravou as primeiras imagens de Beatie saindo do hospital. Thomas Beatie, com aparência cansada, não levava nos braços a recém-nascida, que era transportada por uma enfermeira.

Criado no Hawai, onde a mãe se suicidou quando tinha 12 anos, Beatie explicou que decidiu mudar de sexo aos 24 anos, submetendo-se para isso a uma operação para tirar os seios após o que mudou legalmente o seu género de feminino para masculino.

No passado dia 4 de Abril, entrevistado no programa Oprah Show, Thomas Beatie disse que optou por "não alterar os órgãos reprodutivos porque desejava um dia ter um filho. Não sabia como ia ser mas era um sonho que tinha".

"O desejo de ter um filho não é um sentimento masculino ou feminino. É uma necessidade humana. Sou uma pessoa e tenho o direito biologico de ter um filho", disse Beatie durante esse show.

Beatie seguia um tratamento hormonal para não mestruar, mas interrompeu-o quando decidiu aumentar a família com a sua companheira, Nancy. Esta já tinha duas filhas de uma relação anterior, mas não podia engravidar novamente devido a uma histerectomia.

Esta foi a segunda tentativa de Thomas Beatie para levar uma gravidez a termo, tendo a primeira tentativa de inseminação artificial resultado numa gravidez tubária.

A situação única de Thomas Beatie correu mundo quando escreveu numa revista homossexual norte-americana "The Advocate", em Março, um artigo intitulado "o trabalho e o amor".

"A nossa situação está cheia de incógnitas, ao nível social, político, legal", escrevia Beatie, acrescentando ter deparado com a hostilidade ou as reticências do pessoal médico, dos amigos e da família. ..."

Da minha parte, só posso desejar muitas felicidades a essa menina, que tenho a certeza que é linda (pois claro é menina! =P), que vai ser muito amada e mimada, que corra tudo pelo melhor, e sejam os 3 muitos felizes! =D

3 comentários:

Nikkita disse...

Realmente, só mostra que é uma pessoa de coragem ao assumir isto perante um mundo de cepticismo e preconceito. Também desejo felicidades e que tudo corra bem. :)

Lilás disse...

podes crer nikkita..
só por isso, merecia uma enorme veneração por parte do Mundo mas em vez disso, recebe olhares de lado,rejeições e sabe se lá mais o quê...

enfim é o Mundo q temos..

beijinho pa ti*

Lady disse...

Derreti-me completamente quando soube disso. Fico muito feliz pelos 3 :)

*